21 dicas para tornar as suas apresentações mais originais sem o PowerPoint

6 minutos
Índice

Pense bem. Quantas apresentações intermináveis você já viu ao longo da vida? Quantas apresentações de PowerPoint abarrotadas de dados e com uma fonte minúscula você já teve que aguentar? Quantos palestrantes lendo seus próprios slides? E você? Quantas apresentações você já fez? Já conseguiu alguma vez engajar seu público?

Pois bem, o nosso objetivo com este post é reduzir o número de bocejos sempre que você fizer uma apresentação, fazer com que ela gere engajamento e que você passe a usar algumas das ferramentas e técnicas para tornar essa apresentação memorável. Sua marca pessoal está em jogo, é hora de exercitá-la e sair da zona de conforto.

Divida o processo de criação de sua apresentação em 3 etapas:

  • Preparação: situação inicial, coleta e visualização.
  • Design e conteúdo: o continente e o conteúdo devem andar de mãos dadas.
  • Exposição: este é o seu momento, o foco é você.

Poderíamos dizer que uma apresentação nada mais é do que um evento. Um evento social em que você é o/a protagonista e que, por um tempo limitado, terá seu público-alvo (anteriormente segmentado) com uma atitude positiva para ouvir sua mensagem. Uma oportunidade única que não podemos perder.

Já conhecemos a forma como o marketing e a publicidade vêm sendo feitos há algumas décadas. Antes, os argumentos e a razão era o que prevaleciam, no entanto, agora estamos acostumados a uma comunicação emocional bidirecional que nos conta histórias e nos faz viver experiências. A pergunta é: estamos nos comunicando da forma contemporânea ou continuamos nos comunicando como anos atrás? Você já tentou fazer apresentações online?

Fazer uma apresentação bem-sucedida, memorável e agradável é algo que requer múltiplos aspectos. Nesse caso, como resultado de experiência e pesquisa, selecionamos 26 pontos que vão te ajudar a fazer uma apresentação mais eficaz.

Etapas para criar uma boa apresentação

Preparação

Um dia Abraham Lincoln disse: “Se eu tivesse 6 horas para derrubar uma árvore, passaria as 4 primeiras afiando o machado.

  1. Comece sem computador, pense de forma geral, crie a estrutura, visualize o que você quer que aconteça na sua apresentação.
  2. Há uma série de perguntas importantes que você deve se fazer:
  • Quanto tempo eu tenho? Ter pouco tempo pode parecer pouco profissional, mas uma apresentação prolongada pode frustrar.
  • Quem é o meu público? Grande parte do sucesso que você almeja depende dessa pergunta e da adaptação do conteúdo ao seu público.
  • Como será minha apresentação? Saber o que vai contar, e como vai contá-lo, é essencial.
  • Se o seu público pudesse se lembrar de 2 ou 3 coisas, quais seriam elas?

  1. A regra 10-20-30 de Guy Kawasaki (@GuyKawasaki). Um guru do marketing explica que para fazer uma apresentação de sucesso só precisamos de 10 slides, 20 minutos e um tamanho de fonte nunca inferior a 30 pontos. Lembramos 10% do que lemos, 20% do que ouvimos, 30% do que vemos, 50% do que vemos e ouvimos, 70% do que dizemos e 90% do que fazemos. Para que sua apresentação seja memorável, seu público deve ser induzido à ação.
  2. A comunicação emocional garante o engajamento: dados e estatísticas passam confiança e credibilidade.
  3. Podemos, e devemos, usar imagens e textos para fazer nossa apresentação: podemos usar vídeos, gifs, infográficos interativos, links externos, interatividade em forma de janelas pop-up etc.
  4. Já foi comprovado que alguns pontos do nosso cérebro são ativados quando ouvimos dados e argumentos, e se essas informações foram traduzidas em histórias, então… ele se ilumina como uma árvore de natal. Daí a importância do storytelling.

Introdução e desenvolvimento

  1. Façamos da nossa apresentação uma ferramenta de marketing e de nós mesmos uma marca pessoal. Para isso, é preciso criatividade e valor agregado. O importante é se diferenciar!

Design e conteúdo dos slides

  1. Uma apresentação de slides muito organizada permite ao público entender melhor quem somos. Uma estrutura modificada com base no conteúdo nos dará maior dinamismo e gerará expectativa.
  2. Uma boa fonte de texto é a melhor amiga de uma boa apresentação. Uma má escolha de fontes pode prejudicar sua eficácia. Cuidado para não pesar a mão na “criatividade”. Fontes elegantes, simples e legíveis são sinônimos de sucesso, evite as manuscritas e do tipo script. Ah! E na dúvida, lembre-se: Helvética.
  3. Uma ideia por slide, uma frase. Evite grandes blocos de textos e parágrafos com letras muito pequenas. Não queremos que o seu público comece a ler em vez de ouvir.
  4. A primeira coisa que o olho humano percebe é o movimento. Dar dinamismo à sua apresentação é importante e a torna ainda mais bacana! Nada de monotonia.
  5. Regra 5x7x7. Não use títulos com mais de 5 palavras. Não faça parágrafos com mais de 7 linhas. Não arme parágrafos com mais de 7 palavras de largura.
  6. As listas numeradas chamam mais a atenção do que os marcadores.
  7. Os fundos de fantasia (gradientes, texturas etc) são inimigos da leitura fácil. Um fundo branco sempre tornará as coisas mais fáceis.

Como criar apresentações divertidas: a exposição

  1. Você é o principal elemento visual da apresentação.
  2. O tom deve estar alinhado ao contexto. Um simpósio sobre uma norma jurídica específica talvez exija uma linguagem mais formal, de forma que a comunicação seja feita de uma maneira mais séria e elegante. Já em um seminário sobre educação e tecnologia, seria mais adequado recorrer à “familiaridade” e a um tom mais fresh e próximo.
  3. Se você for apresentar sentado(a), evite ao máximo a monotonia e tente compensar a passividade em termos de linguagem corporal com um discurso interessante.
  4. Apresente de pé se quiser mostrar mais dinamismo, mas cuidado para não deixar o público tonto. Fixe um pé em um lugar e mova apenas o outro, nunca vire as costas para o público e não leia os slides.
  5. Se bater aquele nervosismo e você não souber o que fazer com as mãos, segure algo como uma caneta.
  6. Keep Calm and enjoy your presentation. E se estiver nervoso(a), diga.
  7. O meio importa. Existem programas de apresentação muito mais dinâmicos e interessantes do que o amplamente utilizado PowerPoint.

Com Genially, você poderá fazer todo tipo de recurso digital como apresentações, cartazes, infográficos, mapas, microsites, entre outros recursos, sem contar a possibilidade de aplicar interatividade e efeitos de animação a cada um deles.

Recomendações para uma boa apresentação

  • Chegue antes à sala, com tempo para resolver qualquer tipo de incidente.
  • Estude bem quem será seu público-alvo.
  • Ensaie sua apresentação. Ensaiar é uma parte essencial do processo para que tudo seja um sucesso.
  • Revise quais apresentações, estudos, publicações foram feitas sobre o tema que você vai abordar. Não se esqueça dos tutoriais do Youtube. Foque nos melhores.
  • Em momentos de nervosismo, concentre sua atenção em pessoas assertivas (você vai identificá-las facilmente), elas transmitem confiança e segurança.
  • Isso fará com que você se sinta mais confortável. Tudo na vida é uma questão de prática.
  • O começo e o fim são fundamentais. Um ótimo começo chama a atenção, um bom final torna a apresentação melhor, o famoso “fechar com chave de ouro”.
  • Não esqueça de se apresentar, fale brevemente sobre você. Ao se despedir, compartilhe alguma forma de contato.
  • Agradeça.
  • Aproveite sua exposição e torne esse momento GENIAL!

Modelos para suas apresentações sem usar PowerPoint

Javi Rubio

'O mundo não é nosso, mas está em nossas mãos'.

Javi Rubio
Javi Rubio
'O mundo não é nosso, mas está em nossas mãos'.

Ler mais artigos

Querendo entrar em ação? Use Genially