Como criar um excelente manual de identidade corporativa

Fatores essenciais para a criação de um manual de identidade corporativa
6 minutos
Índice

Há muitos aspectos fundamentais para uma empresa além da formação de equipes que tanto amamos. A identidade da marca é um deles e, infelizmente, uma das questões mais negligenciadas. 


Nesta postagem, contaremos como criar um ótimo manual de identidade corporativa sem morrer na praia. Partiu!

O que é um manual de identidade corporativa?

Com o perdão da redundância, vamos começar pelo começo: o que danados é um manual de identidade corporativa?

Trata-se, nada mais, nada menos, da escritura sagrada de uma organização, um documento que reúne todas as diretrizes para manter a identidade visual de sua empresa. O manual abrange tudo, desde os elementos gráficos até os passos de como aplicá-los visualmente. 

O manual de identidade corporativa faz parte do guia de estilo, a origem da marca, onde os aspectos básicos de uma marca são coletados e definidos em nível visual e textual — mas essa é outra história e já falamos sobre ela nos capítulos anteriores, visite-os para saber mais!

Em primeiro lugar, essa identidade visual deve ter uma lógica, um porquê, e deve se basear nos valores e na visão da empresa para garantir que estamos tomando as medidas certas para manter a coerência visual em toda a nossa comunicação.

Em segundo lugar, há uma série de elementos básicos que DEVEM ser incluídos em qualquer manual que se preze: 

1. Logotipo: e não apenas o logotipo da empresa, mas também suas versões e tamanhos permitidos, bem como as regras para sua aparência de estrela nas várias vertentes e planos de fundo da marca. 

Logo- Genially: manual de identidade corporativa
📷 Genially: manual de identidade corporativa

2. Cores corporativas: as paletas de cores primárias e secundárias que representam a marca não podem faltar à festa no manual de identidade corporativa. Nem as fórmulas de cores — códigos Pantone ou valores RGB/CMYK — para garantir a qualidade na mídia digital e impressa. 

Cores corporativas-  Genially: manual de identidade corporativa
📷 Genially: manual de identidade corporativa

3. Tipografias: um item obrigatório em qualquer manual de identidade que se preze. As fontes específicas que podem ser usadas em todos os materiais da empresa devem sempre ser incluídas. 

Tipografias- Genially: manual de identidade corporativa
📷 Genially: manual de identidade corporativa

4. Elementos gráficos: qualquer gráfico, ícone ou elemento que faça parte da identidade visual da marca deve aparecer nas páginas do manual.

Elementos gráficos- Genially: manual de identidade corporativa
📷 Genially: manual de identidade corporativa

5. Universo visual: sua marca usará fotos ou ilustrações, que estilo, quando e como as imagens devem ser tratadas – filtros, cores etc.? A comunicação visual é essencial e o manual deve reservar uma seção para esse tipo de informação. 

Universo visual- Fundadores
📷 Genially: manual de identidade corporativa

A importância de um manual de identidade corporativa

Gostaríamos muito de responder com apenas um motivo, mas há tantos motivos pelos quais é fundamental ter um manual de identidade corporativa que não conseguimos parar de escrever. Dito isso, aqui vão 4::

  1. Ele torna a imagem da sua marca mais forte e consistente: o manual de identidade corporativa é o núcleo da imagem da sua marca e fornece diretrizes específicas que garantem que todos os elementos visuais e de comunicação da marca sejam usados de forma consistente em todos os aplicativos. Se você não tiver um documento que estipule a linha de visão, é provável que haja erros a qualquer momento.
  1. Ajuda sua marca a ficar gravada na mente do público: se a imagem muda de vez em quando, é muito difícil que ela fique gravada na retina do público, mas sob critérios padronizados é possível que ele não a esqueça, como a música do Triple Dent Gum em “Inside Out”. Isso também mostra que a empresa leva sua marca a sério e se esforça para apresentar uma imagem consistente e de qualidade. Isso pode ter uma influência positiva na percepção da marca pelos clientes e parceiros comerciais.
  1. Simplifica e facilita os processos de trabalho na equipe de design: ao deixar bem claros os padrões visuais a serem cumpridos, toda a equipe saberá exatamente quais designs e elementos usar.  Isso é especialmente importante em empresas com vários departamentos ou equipes que trabalham em diferentes tipos de projetos de marketing e comunicação.
  1. É do tipo camaleão: se adapta a diferentes mídias: também inclui diretrizes para que a marca se adapte a diferentes mídias e formatos – seja impressão, mídia digital, aplicativos móveis, mídia social e assim por diante. Isso garante que a marca seja apresentada de forma eficaz em todos os canais.

Guia para criar um manual de identidade corporativa

Quem não gosta de bom passo a passo, não é mesmo? Pois bem, aqui estão alguns pontos-chave que você deve ter em mente durante a criação do seu manual:

  1. Inclua os valores e a filosofia de sua marca: condense em um ou dois parágrafos o que sua marca representa, qual é o valor que a distingue e a que público ela se destina. 
  2. Defina a voz da sua marca: se com este ponto você em pensou em Whitney Houston, Cristina Aguilera ou Andrea Bocelli, saiba que não é desse tipo de voz que estamos falando… A voz da sua marca é a maneira como seu texto transmite a essência ou a personalidade da mesma. Isso requer uma análise do que seus clientes estão procurando. Para isso, nada melhor que uma boa enquete!
  3. Estabeleça o uso do logotipo desde o princípio: é essencial que você inclua seu uso nos planos de fundo que estabelecer, bem como as versões permitidas. Também é uma boa ideia exemplificar como ele não deve ser usado. Você economizará tempo e ficará mais tranquilo(a).
  4. Indique as fontes de texto: sim, isso inclui a família de fontes (ou fontes), seu tamanho e cor. Defina a hierarquia, os tamanhos das diferentes partes do texto e quando ele está em negrito ou itálico.  
  5. Por falar em cores: você sabia que a cor é um dos elementos mais importantes para identificar uma marca? Sim, ela a torna 80% mais reconhecível. Isso inclui as cores principais, secundárias e de fundo. Ah, leve em conta a colorimetria (essencial nestes tempos e em outros que já passaram) e não se esqueça dos códigos Pantone, CMYK, RGB e web, bem como dos gradientes.
  6. Ah! E estipule também como as imagens e fotografias serão usadas. Poetize e explique a essência das fotografias a serem usadas. Indique suas características, energia e personalidade, além do tamanho, é claro. Uma dica: inclua uma seção com links para bancos de imagens, questões legais e noções de direitos autorais. 

E é isso!

E aí, você já conhecia os segredos para criar um manual de identidade corporativa? Tem alguma dia? Queremos saber!

Marina López

A escrita funciona como uma luta contra o caos. Virginie Despentes

Marina López
Marina López
A escrita funciona como uma luta contra o caos. Virginie Despentes

Ler mais artigos

Querendo entrar em ação? Use Genially