O que é um pitch e como prepará-lo: as melhores dicas

Avatar del autor

Cristina Marcos

Tiempo de lectura

7 minutos

icon

agosto 3, 2023

Índice

Se você trabalha em uma empresa, seja uma startup ou uma grande corporação, provavelmente não é a primeira vez que ouve a palavra pitch. Há alguns anos, essa palavra parece ter substituído a tradicional apresentação de negócios.

O que é um pitch?

O significado de pitch seria: uma breve apresentação em que descrevemos uma empresa, seja qual for a sua atividade, e qualquer que seja o estado de desenvolvimento da sua ideia de negócio.

Antes de começar a criar seu modelo de pitch de negócios, é importante saber:

  1. A quem se destina sua apresentação – Quem será meu público?
  2. Quais são os objetivos deste pitch – O que eu quero alcançar com essa apresentação?
  3. Como será feita essa apresentação – Vou apresentá-la oralmente ou apenas enviá-la por e-mail? Vou precisar de suporte audiovisual?

Encontrar uma resposta para cada uma dessas perguntas é fundamental, já que o tipo de pitch que você vai criar vai depender delas. Não existe um modelo de pitch único, mas tanto sua estrutura quanto conteúdo dependerão fundamentalmente da resposta que você der às três perguntas.

Para entrar no mundo dos pitches ou apresentações de negócios, vamos começar descrevendo quais tipos de pitches são os mais comuns atualmente. Vamos lá!

Tipos de Pitch:

Elevator Pitch

Quando você tem que apresentar sua ideia de negócio de forma breve para um público especializado, uma série de investidores ou até mesmo para amigos e familiares.

Este tipo de pitch é caracterizado por ter uma duração de 3 a 5 minutos. Nem sempre você terá suporte visual para fazer isso, por isso aconselhamos que crie um roteiro e conte uma história capaz de induzir seu público à ação. A estrutura é simples e como diria Simon Sinek em seu modelo Círculo Dourado:

Golden Circle model
  1. Comece pelo que te inspira e suas motivações
  2. para depois falar como faz as coisas
  3. e, finalmente, indique o que você faz.

Pitch Deck ou Pitch para investidores

Se o seu objetivo é apresentar uma ideia de negócio para novos sócios ou atrair investimentos, vai precisar de um Pitch Deck. Esse tipo de pitch nada mais é do que uma apresentação de negócios formada de 15 a 20 slides.

Nesse caso, o suporte visual será fundamental para que você possa transmitir sua ideia de forma clara e motivadora. Sobretudo porque você certamente enviará esta apresentação diversas vezes para potenciais clientes, potenciais investidores, aceleradoras ou incubadoras, programas de inovação aberta etc.

Aqui vão algumas dicas para preparar seu pitch deck:

  1. Prepare bem o suporte que você vai usar.
  2. Lembre-se novamente do Círculo Dourado de Simon Sinek.
  3. Mostre que há um propósito no que você faz.
  4. Não se esqueça de apresentar claramente quem são seus potenciais clientes, qual é o problema a ser resolvido e qual solução você propõe.

Pitch Comercial ou Pitch de vendas

Se o seu objetivo é vender seu produto ou serviço para um ou mais clientes, está na hora de criar seu pitch comercial.

Essa apresentação deve ter em conta os objetivos, problemas e necessidades do seu potencial cliente. Sua tarefa é oferecer soluções. Para isso, além de apresentar o seu negócio, não esqueça de:

  1. Apelar para as emoções.
  2. Contar uma história.
  3. Compartilhar casos de sucesso.
  4. Insira Call-To-Actions (chamados à ação) que te permitam realizar um seguimento.

O suporte visual também é fundamental para conseguir captar a atenção dos seus leads.

Bônus: Tweet Pitch

Vivemos na era da comunicação concisa. Se os caracteres já são limitados, por que não medimos também a comunicação oral?

O Tweet Pitch é aquela breve apresentação que pode ser de grande ajuda na hora de iniciar qualquer um dos tipos de pitch anteriores, mas que deve ser autoexplicativa por si só. Tente dizer em uma ou duas frases por que você faz o que faz, como faz e o que faz. Aceita o desafio?

Como fazer um pitch perfeito?

Primeiramente, é muito importante ter em conta que um pitch perfeito busca atrair o interesse do seu público e não entediá-lo com cada coisa que tenha a ver com a sua empresa. Queremos despertar a vontade de saber mais e, para isso, você deve condensar as informações que pretende compartilhar em, no máximo, 10 slides, deixando só as informações básicas e as mais importantes.   Você pode usar um programa de apresentação online.

Acesse o infográfico abaixo para saber quais informações cada slide deve conter e crie um pitch de deixar qualquer  potencial investidor de boca aberta. Além do nome dos slides, se você explorar dentro de cada um encontrará as informações para completá-los perfeitamente.

1. Título

Inclua o nome da empresa, seu nome, endereço, e-mail e número de telefone.

2. Problema / Opportunidade

Descreva a dor que seu produto pode aliviar, ou a satisfação que ele pode proporcionar.

3. Proposta de valor

Explique o valor desse alívio ou satisfação.

4. Diferencial

Descreva a tecnologia, o potencial e o diferencial do seu produto. Quanto menos texto e mais gráficos, esquemas e fluxogramas, melhor. Se você tiver um protótipo ou amostra, esse é o momento de mostrá-los.

Se uma imagem vale mais que 1000 palavras, um protótipo vale mais que 10.000 slides.

Glen Shires, do Google

5. Modelo de negócio

Deixe claro quem tem o dinheiro que será gasto com seu produto e como você vai torná-lo seu.

6. Plano de mercado

Explique como você vai alcançar seu público sem secar suas reservas.

7. Análise competitiva

Forneça um panorama completo do cenário competitivo. Seja generoso(a) aqui. É melhor sobrar do que faltar.

8. Visão da equipe

Descreva os pontos-chave de sua equipe, direção e investidores. Tudo bem se você não tiver um time perfeito. Se sua equipe fosse perfeita, você não precisaria estar fazendo essa apresentação.

9. Projeções financeiras e KPIs

Mostre três anos de projeção, não apenas financeira, mas também outras métricas importantes, como a quantidade de usuários e taxa de conversão. Preferentemente de forma decrescente.

10. Cronologia

Explique em uma linha do tempo o estado atual do seu produto, o que se espera para o futuro e como você usará o dinheiro para crescer.

Desde a experiência: 8 erros a serem evitados em um pitch

Agora que você se esforçou para reunir as melhores informações e traduzi-las em uma apresentação espetacular, não quer pôr tudo a perder, certo? 

Luis Garcia, CMO de Genially, com muito experiência criando e apresentando pitch, lista alguns erros que devem ser evitados.     Siga estes conselhos para reconhecer e evitar os erros mais comuns durante a elaboração do seu pitch:

  1. Inserir muito texto aos slides: Resuma sua mensagem, use apenas as palavras essenciais. Caso contrário, seu público estará lendo em vez de ouvi-lo(a). E você tampouco deve ler os slides! É muito melhor se você conseguir transmitir cada ideia visualmente.
  2. Incluir muita informação e não focar em uma mensagem clara. Não dá para querer dizer tudo sobre sua empresa, é fundamental priorizar as informações, mesmo que você tenha que repetir as mensagens mais importantes até conseguir influenciar seu público. 
  3. Achar que certas informações estão subentendidas Ou seja, estar tão “dentro da caixa” a ponto de não falar do seu negócio de forma clara porque dar coisas que requerem uma explicação como óbvias. 
  4. Não ajustar a mensagem ao canal ou público. Não cometa o erro de usar a mesma apresentação para todas as ocasiões: seu pitch deck não pode ter a mesma estrutura se você for, por exemplo, enviá-lo por e-mail. Você pode precisar apresentar seu pitch deck para públicos díspares: não, não é a mesma coisa usá-lo para um concurso de empreendedorismo do que para um grupo de investidores. Dito isso, ajuste sua mensagem para obter melhores resultados!
  5. Não ser transparente e convincente com as métricas e explicações do final da apresentação. Isso pode destruir um grande pitch. 
  6. Faça um encerramento ruim. Não dá para terminar um pitch dizendo “bem, e é isso”! Você pode estragar qualquer encanto que possa ter sido criado. Em muitas ocasiões, o slide de encerramento também é colocado antes do tempo e o efeito é muito ruim. 
  7. Sem incluir uma clara chamada à ação (call-to-action): Este é um erro muito comum e negativo o suficiente para mandar todos os seus esforços por água abaixo. O que você quer obter do seu público? Deixar esse objetivo bem claro é o primeiro passo para alcançá-lo: certifique-se de não sair da reunião sem fazer isso.
  8. Não medir os tempos: é muito comum o erro de focar demais nos primeiros slides e depois ter que omitir informações ou passar rápido por pontos importantes. Quase todos os pitch decks têm um tempo de duração determinado. Pratique o quanto for necessário até que sua fala seja fluída, completa… e esteja perfeitamente ajustada ao tempo.

O segredo: induzir o público à ação

O negócio é o seguinte: existem diferentes tipos de pitch, e provavelmente muitos outros irão surgindo com o passar do tempo. Se pudéssemos resumir o objetivo geral de um pitch, seria: indizur o público á ação. E você só conseguirá isso se conseguir capturar a atenção do seu público nos primeiros segundos do seu pitch e gerar um efeito WOW! aquele que deixa todo mundo surpreendido — ao longo da sua apresentação.

Encontre um bom começo, um bom final, e eleve o nível do seu pitch.

Aproveite todos os modelos de pitch interativos que temos para você. Coloque todo o seu conhecimento em prática e consiga uma comunicação eficaz com seu público. Mãos à obra!

Picture of Cristina Marcos
Cristina Marcos
'Tudo no universo tem ritmo. Tudo dança'. (Maya Angelou)

Ler mais artigos

Imagem decorativa com a nova identidade da Genially

Genially: nova identidade e posicionamento

Na Genially, você vai encontrar muitas aventuras interativas, mais gamificação do que nunca, novos elementos visuais… Conheça a identidade mais dinâmica que a nossa marca já teve!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *